mInis & tRemoços!

Receber actualizações no mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Fevereiro 18 2009

Ontem recebi um estudo de Olivier Clerc que é escritor e folósofo que através de uma metáfora conta uma experiência com uma rã mas que muito bem pode ser o que se passa com todos nós.

Passo a explicar:

 

Imagine um apanela cheia de água fria e uma rã a nadar lá dentro,

De seguida é aceso lume por baixo da panela mas a rã nem sente ao início e continua a nadar,

A água vai aquecendo muito lentamente e a rã até se sente cada vez melhor e nada, nada...

A água fica quente mas a rã até gosta

Agora a água está mais quente do que a rã gostaria, sente-se cansada mas isso não a incomoda em nada.

Agora a água está realmente quente, quase a ferver e a rã acha muito desagradável mas já está debilitada, aguenta e não faz nada

A água ferve e a temperatura sobe e a rã acaba simplesmente morta e cozida!


Se a rã tivesse sido lançada directamente para uma panela de água a 50 graus, com um golpe de pernas teria saltado imediatamente da panela e não morria cozida.

 

Com isto Olivier concluí e muito bem que isto mostra que quando uma mudança acontece de um modo suficietemente lento, escapa à consciência e não desperta, na maior parte dos casos, nenhuma reacção, nem um pouco de oposição ou alguma revolta.

 

Também na nossa sociedade ao longo dos anos temos vindo a sofrer uma mudança lenta à qual nos vamos acostumando e acomodando. Algo que chocava bastante há 30 ou 40 anos agora é completamente banal e indiferente. Pelo progresso fazem-se ataques contínuos à liberdade individual, à dignidade, à natureza, à beleza e à alegria de viver.

para o futuro em vez de se tomarem medidas apenas se sensibiliza as pessoas para se prepararem para algumas condições de vida decadentes e draméticas...

 

Sentimos fortes pressões, nomeadamente dos média, que nos saturam o cérebro ficando este sem saber distinguir as coisas...

 

 

Estaremos nós HOJE conscientes ou cozinhados? Precisamos de escolher!

 

Se ainda não estivermos cozidos como a rã vamos é dar o tal salto antes que seja tarde demais!

publicado por davidbranco às 10:31

Receber actualizações no mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

dia-a-dia numa tasca virtual que é a imagem do local tipicamente Português: A Tasca (em representação de todas as tascas) onde se come o belo do tremoço a acompanhar a Mine... Assim se vai criticando e olhando a sociedade...
mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15

22
23
24
27
28


pesquisar