mInis & tRemoços!

Receber actualizações no mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Dezembro 17 2009

Estamos em época natalícia. As vendas da mini e do tremoço caem em queda. Mas isso agora não é o maior drama. Desde que o Benfica ganhe estamos sempre bem e ninguém se lembra de crises e sismos ou coisas parecidas.

Vejo uma rua de poucos metros com nove mendigos a gritar por dinheiro para comida ou sabe-se lá o quê. Pessoas passam indiferentes, entram e saem das lojas carregadas de sacos, apregoa-se a lotaria do Natal e até se vendem as (caras) castanhas.

O normal nesta altura do ano.

Algo me chama a atenção! Há quase dois anos que todos os dias passo neste local e de vez a quando vejo esta figura carismática que vive alegre dentro das suas condicionantes e indiferente a esta panóplia de acontecimentos fúteis!

 

Falo do Pombo Pulha como o baptizámos, o pombo dos coutos, ou mesmo o pombo sem patas.

É verdade! Num largo onde existem centenas de pombos correio, indiferentes e todos muito semelhantes, há um que se destaca pelas sua pose robusta e brilhante mas... que não tem pernas!

 

Ele voa, ele come, ele no verão chapinha no chafariz, ele "rouba" palhas ao presépio municipal, ele caga nas nossas cabeças, ele gala e faz peito às pombas, faz tudo como qualquer outro pombo, a única diferença é que teve de se adaptar á sua constituição física inacabada ou mutilada em tempos por algum humano mais espertinho, quem sabe!

 

Nas outras alturas do ano nem reparava muito neste pombo, embora saiba que ele ali está, mas há dias ao observá-lo pus-me a pensar: Este pombo é o retrato dos Portugueses nesta época do Natal.

 

Apesar das suas limitações vive como se fosse rei e senhor e faz tudo o que os que não têm limitações fazem.

É claro que aqui não falo de limitações físicas. A analogia que quero passar é que o povo português fala de crise e que isto está mau mas nesta altura esquece tudo isso e que é consumismo e prendinhas...

 

É curioso ir ao domingo a uma grande superfície comercial e não ter lugar para estacionar e estarem dois funcionários em cada caixa por exemplo...

Depois vêm falar em crise... Crise qual crise!!?? Se realmente se soubesse gerir o 13º mês não se viam situações destas. O pessoal controlava-se e não dava uso aos plásticos milagrosos que o deixam endividado o resto do ano...

 

Mas pronto é Natal... e que culpa tem o pombo sem patas afinal? É assim a vida dele, é assim a mentalidade do português!!

 

venham beber minis mas é! ;)

publicado por davidbranco às 15:00

Junho 12 2009

Olá, olá,

Após uma breve estadia em bruxelas a tasca e os seus seguidores voltam a terras lusas ainda a tempo de passear e de comemorar o dia de todos nós, o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

 

Há tempo que via a cidade de Santarém muito agitada devido às preparações para o 10 de Junho, que este ano foi comemorado por cá oficialmente.

Para proveito de todos, ou de muitos, o comércio esteve aberto na sua generalidade mas eu fechei a tasca e andei à coisa de 15 dias a passear e a aproveitar os primeiros sinais de verão que pairam por estas bandas.

 

Final do mês fui descobrir um pouco do centro de Portugal, já que se aproximava o seu dia, nada melhor que conhecer as suas veias e o seu "coração". Foi com este espírito que rumei, com uns amigos, numa tarde quente assim como os bicos do fogão após fazerem uma sopa, até perto de Mação para dar uma espreitadela e algumas mergulhadelas e mergulhanelas na praia fluvial do Carvoeiro.

 

Ah e tal, é a única no ribatejo com bandeira azul... muito bem, mas ir lá dia 31 quando a época balnear começa a dia 1 do mês seguinte é como ir ao estádio da luz no dia que o benfica joga fora.

Enfim vimos algumas (poucas) pessoas um quato ao tanto estranhas. 

Perguntámos a um rapaz que estava a urinar na berma ao som terrívelmente alto de Tony Carreira umas indicações e não é que ele apaenas nos manda subir toda a avenida. Ao fim ao cabo a avenida era uma rua com 10 de comprido por 1.50 metros de largo, em calçada e com palha e bosta de carneiro em que mal cabia um carro, quanto mais 2... Foi uma aventura... o raça da praia está escondidad como tudo.

 

Mas o pior estava para vir...

De 6 a 14 de Junho é a Feira Nacional de Agricultura, aqui mesmo em Santarém.

Como ribatejano e como não podia deixar de ser, eu lá batido sempre que possível, e às vezes mesmo já quando é impossível :)

 

Assim tenho andado a fazer jus ao nome da tasca, sempre acompanhado de minis e imperiais, tremoços, amendoins e afins, esbarrando por vezes para o fruto da parreira que também sabe bem...

Dia 6 foi os Deolinda... grande concerto, muita animação e o primeiro aviso figadal... nada de mais... rotina apenas.

Domingo repuz forças e descansei. Aproveitei para abir a tasca e ligar aos nossos correspondentes. Um nas urnas de voto locais e outro em bruxelas a ver o andamento da coisa e a ver quem ganhava o taxo maior na europa...

Levámos um panelão de uma arroba cheio de tremoços mas mesmo assim não nos calhou nada.

Ainda mandei um MMS mas nem assim... dos que lá vão sentar a cagueira todos pensam assim no seu intímo: - mais uma cambada de zés povinhos que enganei... vou ficar rico à pala dos otários...

Enfim uma vergonha os políticos e o Cristiano Ronaldo ganharem assim tanto...

 

Este por sua vez ganha tanto num intervalo de um jogo como eu num mês de trabalho... Não lhe desejo mal mas havia de vir um bando de travéstis espanhois famintos e sedosos com tubos de acrílico e ambsters no rabo e em chamas e gamarem-lhe a guita toda que ele ganhar nos intervalos dos jogos...

 

Já agora o Cri Cri, se leres isto, não te esqueças de mandar o cheque da tua nova amiga Hilton que ela veio cá uma vez pedir 8 minis fiadas e até agora nada...

 

Voltando à feira da agricultura... Segunda feira não permaneci no recinto e vim antes às festas paralelas às comemorações do dia de Portugal junto à praça de touros de Santarém. Um concerto de João Pedro Pais como sempre a apelar para o não às drogas e para o pessoal se deixar de merdas. Ora aqui está uma boa atitude não acham?

 

Terça feira outra desgraça... Véspera de feriado e Santarém a ser invadida por 40 000 pessoas só para ouvir e ver Tony Carreira. Isto sem contar com os carteiristas e arrumadores de carro.

Queria uma pessoa ir para a pulharia para a feira e estava tudo parado. Após 1km a pé e uma hora de fila para entrar no recinto, lá consegui beber uma mini gelada e para mal dos meus pecados ouvir quase metade do concerto que felizmente foi bem curto para tristeza de muitas fãs em euforia e do senhor que à minha frente gritava e chorava, tirando fotos e dizendo "Tony és o máior". Enfim panisquices...

 

O resto da noite pouco me lembro, só de estar na tenda electrónica até tarde e de beber muita cerveja ah e ver as largadas de toiros claro.

 

Neste dia à tarde já tinha vivido uma situação caricata ao ter de sair do trabalho 15 minutos antes pois aqui ao lado está uma exposição com o tesouro (parte dele) da república Portuguesa e pronto os seguranças são assim meio desconfiados...

 

Ora e eis que chega o momento alto da semana - o dia 10 de Junho e essas comemorações todas que queria ter assistido mas a minha almofada falou (bem) mais alto.

No dia antes já tinha visto o senhor Cavaco aqui a 2 metros do trabalho na porta ao lado por isso n~eo era para o ver a ele mas sim às (poucas) mulheres tropas boas e às filhas dos diplomatas ou netas que alguns já têm mais de 80 anos...

 

Não vi nada disso, não perdi nada, festejei Portugal a dormir que é como este país anda sempre.

De tarde eu, juntamente com mais 11999 pessoas, fui ver a corrida à Portuguesa do Correio da Manhã, na praça de toureos de Santarém.

Antes fui ver as exposições (civis e militares) do 10 de Junho e depois entrei mais cedo para a praça, tava com medo que se acabassem as latas de cerveja.

Vi porrada nas bancadas com força, vi touros, cavalos, vacas, acrobacias de touros a saltar para as trincheiras, gajas anoréticas, velhos irritantes, etc...

Foi uma entrada para o jantar que vinha a seguir com o pessoal da escola.

Mas aqui traíram-me e só havia sangria... tive de me sujeitar...

 

Mais uma ida para a feira, voltei novamente à cerveja, vi mas não gostei muito do concerto de Rita Red Shoes, vi a largada e um senhor a ser largado até ao hospital, vi mais dois concertos que gostei mais que o da Rita e depois vim embora porque estava à boleia (e ainda bem senão ainda agora estava à procura do resto do fígado).

 

Ontem fui um caseiro e fiquei na tasta a estrear as caracoladas à antiga a tarde toda. Há noite pus-me ao fresco à porta da tasca.

 

Hoje estou sem planos, mas para onde quer que vá as mInis & os tRemoços estarão presentes oh pois tá claro, tas a ver ou não?

 

Então e vocês como se prepararam e passaram o dia de Portugal?

Contem aqui como foi vá!

publicado por davidbranco às 17:26

Maio 30 2009

Ora cá estou eu...

Andei um pouco deprimido, que é como quem diz ocupado ultimamente. Mas como todos podem constatar o calor está ai e a apertar em força, pelo menos aqui por terras de bom vinho (leia-se Ribatejo).

Só me dá é vontade de estar numa esplanada a berber minis e a comer tremoços até mais não. Pudera, com as vistas que se vão tendo por agora... Até estala como diz o outro.

 

Ora o nosso país está na mesma tanga, agora com estas temperaturas dá jeito mas já cheira mal de mais, a suvaco ou a política, venha o diabo e escolha.

É a novela das europeis, o caso da menin que foi para a Russia e leva porrada da mãe biológica, a novela Manuela Moura Guedes e o jornal da sexta a noite na TVI, o Quique flores, as suas dores (de corno principalmente) e o salvador da Luz, o "Menino" Jesus.

 

Anda tudo em água de bacalhau, mas há algumas figuras públicas mais distraídas que viraram costas a isto tudo e andam mas é com o bacalhau nas águas, e elas é que fzem bem pois com este calor eu não só punha o bacalhau como as batatas, as couves e até mesmo a travessa dentro de um bom charco (de cerveja principalmente).

 

Para além de ocupado tenho andado meio doente. Primeiro foi a malvada gripe que já todos pensavam ser suína, e eu que a coisa mais parecida com o México em que tinha estado tinha sido uma festa mechicana, já me estava a assustar.

Análises para aqui (com uma analista muito gira e simpática que tenho pena de não conhecer melhor), exames para acolá, umas bolhas esquisitas nas mãos, uns valores estranhos nas análises e pumbas, o meu fígado tá maluco.

Foi sair com os rins e o pâncreas, engrascaram-se e ao que parece está com uns valores desgraçados. Ainda não se recompõs da noitada está visto.

Com isto tudo tenho de beber menos e me vingar nas águas com gás, estas boas para subir a tensão que também est´em baixo pois foi a anfitreã da festa em que o fígado levou a malta.

 

Sobe a tensão e sobem outras coisas, só o dinheiro é que desce... Porra que a vida tá difícil... Há uns anos na tv alfuém dizia sempre isso e o pessoal ria-se, agora geralmente chora-se. É como quando se via o bambi, antigamente chorava-se agora também faz subir a tensão.

 

Agora passam na rua carros do partido comunista em campanha, já se vê de tudo... Talvez os dois grandes temas da actualidade sejam essas eleições que todos os velhotes não sabem sequer para que servem mas pronto e o treinador do Benfica...

A primeira já se vê de modo grosso por aí, a outra é que é mais complicado. O Quique deve de andar pelas reloutes das bifanas na Amadora ou nos picanços na vasco da Gama com o Luís Filipe e os No Name a angariar pessoal para lixar o Jesus, que por sua vez, segundo uma ouvinte de uma rádio nacional, vai participar hoje numa procissão em Trás-os-Montes. A senhora garantiu esta manhã que a procissão vai contar com as presenças dos anjinhos, de andores e de Jesus. Assim já percebo porque é que o querem à força na luz, é que o homem é devoto e assim pode ser que tenham mais sorte.

Mas não me acredito que ele venha para o Benfica, até me custa crer que algumas vez tenha treinado um clube de futebol... Senão na bíblia falava nisso e plo que sei não vem em parte nenhuma... Modernices... lá convenceram o rapaz a vir cá dar uma perninha e deve ter gostado.

Outra das coisas que tem fascinado asqui a clientela, para além do aquário colocado recentemente no lugar da arca dos gelados (levada pelo fornecedor para troca) é o Fascinante Mundo da empresa Google. Anda tudo a dizer que eles têm um plano para conquistar o mundo e são ET's e andam a fotografar as cidades para poderem atacar a qualquer momento :p

Face a esta recente moda, resolvi mergulhar de cabeça num novo projecto, alarguei a tasca para baixo e na cave criei um bunker de protecção que se chama Magalhães, em homenagem à maior invensão de tecnologia após o motor de busca tãofamoso da empresa dos dois ós.

Mas como há que se ter conhecimento de causa, ando a investigar essa empresa e os seus passos mais recentes. Para tal criei mais um blog, o Mundo Google. Espreitem por lá se fazem favor.

 

Agora que já terminei as aulas posso dar mais tempo à tasca e manter aqui o estaminé limpo e actualizado, pelo que vos peço que visitem e divulguem junto dos vossos entes queridos ou inimigos.

Agora vou parar de escrever e vou para a esplanada que já estou a soar... Vou pedir mais uma mini e aproveitar esta tarde sem fazer nada :p

 

Portem-se (mal).

Até amanhã 

 

publicado por davidbranco às 16:15

Março 24 2009

Após uma ausência mais prolongada que já passo a explicar, estou de volta à carga para vos deixar a par das mais frescas notícias da sociedade actual e da novela da Taça da Liga também.

Hoje a mini é só CarlsBerg  e comprada no Algarve. Foi um primo do cunhado do nosso melhor cliente que trouxe de lá no Sábado :)

Diz-se que dá azia a alguns mas grande prazer a outros. Para os que dá azia temos sempre outras marcas em stock, nãoi deixem de cá vir, desde que não urinem nos cantos e não falhem o urinol tá-se bem!

 

A semana passada terminou com grande polémicas na comunidade cigana que vive em Portugal (vá pode dizer-se portuguesa).

Ora há uma menina cigana que bate numa professora lá para cima e ao chegar a casa os lelos dizem que ela é que foi Pisada (veja-se bem) e ainda exigem justiça.

Se fosse minha filha não só levava um encherto de porrada dos grandes como tinha de pedir desculpas à professora, à escola inteira e era logo castigada.

Neste caso não, chama-se a tvi, o CM e pronto os ciganos coitadinhos a serem descriminados...

 

Mas não se ficam por aqui... É criado um plano curricular para ajudar a formar os tais ciganos que nunca quiseram ir à escola, e são colocados estes num "contentor" que afinal é um pré-fabricado e vem logo o carmo e a trindade dizer que é racismo, etc. etc.

Oh meus amigos! 

Tirem lá as talas e vamos ver para ambos os lados, às vezes ajuda, uma vez livrei-me de ser atropelado assim.

Vem a mãe de uma ciganita ralhar a dizer que é inadmissível a filha ter aulas junto com miudos que estão a aprender a ler. Ora a filha da senhora tem 19 anos e se está neste programa é porque ainda não tem a 4ª classe. Resposta a esta senhora e à filha: OLHA ESTUDASSES!!!!

 

Enfim depois vêm dizer que têm os mesmos direitos e tal e coiso, sim deveriam de ter se também tivessem os mesmos deveres e se contribuissem como o contribuiente normal que mata-se a trabalhar para pagar as contribuições e estes senhores não trabalham, não produzem, têm grandes carros e ainda recebem o rendimento mínimo... 

 

Ainda a cerca de 8 dias pasei um dia nas Olaias em Lisboa, na sede da empresa para a qual trabalho que fica num prédio de um bairro social camarário. As instalações estão ali por pouco tempo pois vamos voltar para o centro de Lisboa onde estavamos anteriormente até a CML ceder aquelas instalações.

Tudo às mil maravilhas vamos sair de um prédio que estriámos para um já velhote, sim ao início parece uma coisa de burros mas não...

Nas Olaias onde estive na segunda feira os vizinhos de cima e dos lados é tudo ciganos que não têm baldes do lixo e uma pessoa nem pode vir à rua que leva com cascas de legumes, restos de comida, escovas de dentes, papel cagado, sofás, flores, microondas, sacos cheios de lixo, etc...

 

A rua parece uma possilga e olhem que os senhores da CML limpam cerca de 3 vezes por dia.

Depois dizem-me que são discriminados...

 

Bem mas os políticos e polícias têm medo deles, nós só temos de os evitar e esperar que chegue outro salazar ou outro 25 de Abril, mas agora que venha de Tata Nano, tenha um iPhone e conta no twitter para ser mais 2.0.

 

Os clientes da tasca estão descontentes nesta matéria e alguns (poucos) também em relação ao Senhor Lucílio Batista (SLB) e ao seu assistente, o tal que tem a alcunha de Ferrari e é befiquista ferranho...

 

Ora errar é humano e em todas as profissões há erros. Este senhor pode andar a errar de mais, eu sei que não é facil no "quente" do momento ver as situações mas se é penalti e não marca é o que é, se não é penalti e marca é o que é também... Resumindo nós nunca estamos contentes e eles é que ganham o dinheiro... O David Luís é que devia decidir quando havia penalti ou não!

 

Cheguei à tasca ja o jogo ia nos penáltis e já o persunto estava quase comido...

Sentei-me no meu cantinho a beber a bela da mini acompanhada de uns tremoços transmontanos que a Rosa manca peixeira tinha trazido no dia anterior. 

A guerra e troca de palavras entre lagartos e lampiões era forte mas com alguma tranquilidade resisti e ainda pude festejar no final.

Aos clientes deixei e volto a deixar a mensagem: Não se insultem ou ofendam por coisas destas, eles é que ganham o dinheiro e vocês é que se chateiam para quê? Mais vale ver as meninas da CarlsBerg a dançar!

 

Para esquecer este cenário voltei às festas de S. José na cidade de Santarém. Tinha lá estado na noite de quarta e de quinta, vi concertos e bebi alguma cervejinha. Não havia tremoços, só mesmo alguns amendoins voadores uma vez por outra.

Neste dia foi o dia do concerto de Mafalda Veiga, que foi sinónmo de muita menina bonita e digamos que um pouco enlouquecidas com os efeitos da cerveja...

Mais uma noite de arromba que mal acabou ja se iniciava um novo dia, desta vez dedicado a cerveja enlatada (às vezes há que mudar de ares). Após uma fila de cerca de meia hora para entrar na praça de touros lá se viu a tourada. Houve tempo para dormir, beber, conversar e ver alguma coisa.

Praça cheia e muitas potênciais clientes para a tasca. Distribuição de uns flayerzinhos a ver se elas por aqui param :P

 

Agora, e para terminar que já me doi os dedos (dos pés pois o calçado está apertado) vou falar do flagelo que já assola o país que são os incêndios florestais.

Estes senhores que os andam a activar deveriam ser regados com ácido e incendiados eles por um pinhasco abaixo...

Ou então atirados de um eucalipto vergado tipo fisga...

Por este andar qualquer dia até de inverno há incêndios...

Tristeza, ainda me revolta mais que as desigualdades sociais e as richas entre ciganos, neste caso não é só uma raça que se estraga mas todas... Deveriam ter vergonha e a punição destes "bota fogo" deveria ser dura e severa...

 

Vamos ver no que se torna este país até amanhã... 

Agora deixo-vos com a sugestão de lerem e se tornarem leitores e seguidores do meu novo blog, o PtBlog.Info que vai explicar como criar blogues e dar dicas e informações sobre a blogosfera para quem agora se inicisa neste mundo e também para quem já nele habita. Visitem e divulguem, a malta agradece: www.ptblog.info 

publicado por davidbranco às 12:43

Março 10 2009

Segundo declarações do presidente da Câmara de Lisboa, esta cidade não pode ser considerada violenta nem perigosa e casos como o das Olais do fim-de-semana passado e do assalto ao BES há uns tempos são meras excepções.

Foram somente casos de policia e não casos que devam dar que pensar aos políticos e cidadãos.

Em nenhum houve consequências severas para os intervenientes ("maus"), deve ter sido como forma de incentivo a mais "excepções" destas.

É uma festa!

Só falta agora dizerem que no Bairro Alto  não se trafica droga, que no Intendente os toxicodependentes não se injectam na rua a meio do dia indiferentes ao olhar dos poucos policias que por lá passam e que na estação de metro de Anjos cheira a mijo 24h por dia...

 

Até em cidades pequenas e mesmo em vilas o clima de violência e descaramento é muito superior ultimamente.

 

Dois exemplos: Ontem mesmo aqui em frente à tasca vi uma moça a ser ameaçada por um velhote e este a agarrá-la com toda a força... Ela gritou mas ninguém fazia nada até que alguém acalmou a coisa.

Indo ainda mais ao promenor, na noite de sábado para domingo entraram no quintal da minha vizinha e roubaram as gaiolas dos pássaros, e os pássaros claro, e ainda umas palmeiras por plantar em vazos...

 

Já não estamos descansados em lado nenhum... E os políticos dizem que não é bem assim e tal. Obrigado eles só saem à rua algum tempo antes das eleições, não andam de transportes públicos e nem vão às Olaias... Muitos menos ao Intendente, a não ser que as esposas lhes faltem e ai pronto sem ninguém ver e tal...

 

Sinceramente...

Estamos a chegar ao primeiro mundo numas coisas (veja-se pelo twitter lol) e ao terceiro mundo noutras (como a violência).

Dá-se a desculpa da crise e do desemprego e ficamos todos felizes da vida... Pensam eles ser assim porque aqui no caso dos frequentadores da tasca as coisas são de forma diferente...

 

Vamos mas é organizar outra excursão (há pessoal que ainda não voltou da anterior mas...), desta vez a Bruxelas pedir clemência e protecção (e algumas couves)  aos poderes europeus já que neste pedaço de terra à Beira Mar o poder está sempre mais interessado em encher algumas carteiras - As suas!

 

25 euritos e enchemos uma camineta da carrêra e bumbas lá vamos nós todos catitas com cascois do Benfica, de Portugal e as nossas marmitas...

publicado por davidbranco às 15:40

Receber actualizações no mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

dia-a-dia numa tasca virtual que é a imagem do local tipicamente Português: A Tasca (em representação de todas as tascas) onde se come o belo do tremoço a acompanhar a Mine... Assim se vai criticando e olhando a sociedade...
mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar